o que é a osteoporose

Será que sabes mesmo o que é a Osteoporose? Descobre já!

Certamente já ouviste falar em osteoporose. Mas será que sabes exatamente do que se trata? Sim, é um problema que afeta os ossos, sobretudo dos mais velhos. Mas imaginas quais os seus principais sintomas e formas de tratamento? Como podes diagnosticar ou prevenir esta doença? Fica a saber tudo.

o que é a osteoporose

Será que sabes mesmo o que é a Osteoporose? Descobre já!

A osteoporose pode atingir tanto homens, como mulheres, embora as mulheres, sobretudo depois da menopausa, sejam mais afetadas por este problema. Em Portugal, a osteoporose atinge, em média, 500 mil pessoas.

Esta doença pode afetar qualquer zona do esqueleto. A região óssea atingida fica menos resistente e mais frágil e, por isso, mais suscetível a fraturas. Essa circunstância está, muitas vezes, associada ao envelhecimento, devido à perda de massa óssea; à menor absorção de cálcio pelo intestino; às alterações do metabolismo da vitamina D; a algum grau de insuficiência renal; e a uma vida mais sedentária. 

Porém, ela também pode estar relacionada com outras doenças ou com a toma de certos fármacos, como os derivados de cortisona.

o que é a osteoporose
Fatores de risco
  • Género feminino
  • Idade avançada
  • Baixo índice de massa corporal
  • Fraturas de baixo impacto depois dos 40 anos
  • História familiar de fraturas da anca
  • Ingestão elevada de álcool
  • Tabagismo
  • Artrite Reumatóide
  • Doenças da tiróide ou paratiróide
  • Má absorção de cálcio
  • Menopausa precoce (antes dos 45 anos)
Sintomas

A osteoporose é uma doença “silenciosa”, o que significa que pode permanecer assintomática durante muito tempo. Muitas vezes, o primeiro sinal de alerta é mesmo uma fratura óssea, por vezes decorrente de um pequeno traumatismo, aparentemente inofensivo.

Geralmente, as regiões do esqueleto mais afetadas por este problema são: as vértebras; o colo do fémur (anca); o antebraço (punho); as costelas; e a bacia.

Uma pequena fratura pode manifestar-se através de uma dor aguda. Por outro lado, várias fraturas vertebrais podem traduzir-se num quadro doloroso crónico, caraterizado por perda de estatura corporal, aumento da cifose (curvatura) das costas e até diminuição da capacidade respiratória.

Algumas consequências possíveis da osteoporose
  • Fraturas da anca, do pulso e das vértebras
  • Diminuição da qualidade de vida
  • Dor prolongada
  • Dificuldade em manter-se de pé
  • Necessidade de recorrer a auxiliares de marcha
  • Diminuição da estatura e curvatura das costas
  • Degradação do estado geral
  • Redução da autonomia
Densitometria óssea

A densitometria permite medir a densidade do osso. Este exame deve ser feito a mulheres depois dos 65 anos e a homens depois dos 70 anos ou mais cedo, se existirem fatores de risco.

Este exame permite classificar os doentes da seguinte forma:

  • Normal: densidade mineral óssea idêntica ao valor médio para um adulto jovem;
  • Osteopenia: entre 1 e 2,5 desvios relativamente ao valor médio para um adulto jovem;
  • Osteoporose: desvio padrão superior a 2,5.
o que é a osteoporose
o que é a osteoporose
Tratamentos

Perante um diagnóstico de osteoporose, há uma grande variedade de tratamentos disponíveis. Eles podem assentar em fármacos orais ou injetáveis que podem ser tomados de forma diária, semanal, mensal ou até anual.

Alguns desses medicamentos podem atuar em diferentes mecanismos do metabolismo ósseo e inibir a reabsorção/perda ósseas, estimular a formação óssea ou ambos. Além disso, podem ser prescritos analgésicos e suplementos de cálcio e de vitamina D.

Prevenção

Há medidas que ajudam a evitar este problema de saúde. Toma nota de algumas das mais importantes.

  • Ingerir alimentos ricos em cálcio e em vitamina D, como o leite, o iogurte, o queijo, os legumes verdes, os cereais e o pão completo. As crianças devem consumir entre 600 a 800 mg de cálcio por dia; os adolescentes entre 900 e 1200 mg diários; e os adultos entre os 800 e 1000 mg por dia. 
  • Evitar bebidas carbogaseificadas e dietas pobres em proteínas.
  • Praticar exercício físico regularmente, como marcha ou jogging.
  • Expôr-se à radiação solar durante pelo menos 15 minutos por dia, às horas em que o sol é menos perigoso, de forma a garantir a síntese da vitamina D no organismo.
  • Não fumar e evitar o consumo excessivo de álcool.
  • Evitar as quedas.

Se achas que sofres de osteoporose ou reúnes alguns fatores de risco, não adies uma consulta de reumatologia. Vai a doctorino.pt e faz já a tua marcação!

o que é a osteoporose
Artigos Recentes
dentista pediátrico
Como Garantir o Futuro Sorriso dos Seus Filhos – Por Dra. Inês Guerra Pereira
Como Garantir o Futuro Sorriso dos Seus Filhos Como Garantir o Futuro Sorriso dos Seus...
doenças neurodegenerativas
Há mais de 600 doenças neurodegenerativas. Percebe as suas principais consequências
Há mais de 600 doenças neurodegenerativas, sendo as mais conhecidas Huntington, Parkinson e Alzheimer (esta...
doenças autoimunes
Sabes o que são doenças autoimunes? Nós explicamos
Numa doença autoimune, é o próprio sistema imunitário que agride o corpo. Por isso, nestes...