psiquiatria ou psicologia

Psiquiatria ou Psicologia: saiba qual a mais indicada para si

Tanto os psiquiatras quanto os psicólogos são profissionais de saúde treinados para diagnosticar e tratar pacientes com perturbações a nível mental. No entanto, várias diferenças podem ser apontadas entre estas duas profissões, nomeadamente em relação à formação educacional, treino e funções terapêuticas. Seguidamente encontra-se descrito o que distingue cada uma delas e quais os fatores que devem direcionar a procura por um serviço ou pelo outro. 

dentista pediátrico

Psiquiatra: médico especializado na saúde mental, emocional e comportamental 

A Psiquiatria é um ramo da medicina que se baseia no estudo das patologias mentais e atua no diagnóstico, tratamento e prevenção das mesmas. Deste modo, um psiquiatra é um médico qualificado e especializado na saúde mental, cujo objetivo passa pela promoção do bem-estar psíquico de quem os procura.

Formação educacional

Os psiquiatras são médicos, o que significa que frequentaram a Universidade de Medicina durante 6 anos e, posteriormente, especializaram-se em saúde mental durante 5 anos. Apesar dos anos de estudos rigorosos, a formação de um psiquiatra é um processo contínuo, onde a aprendizagem não tem fim. 

Avaliação clínica

Geralmente é feita recorrendo à entrevista clínica que possibilita a recolha de dados sobre a história clínica, história do problema apresentado e história de vida do paciente. O exame físico é outra técnica de diagnóstico frequente, onde é realizada a averiguação dos sinais vitais e das causas subjacentes aos sintomas. 

Tratamentos providenciados

Os psiquiatras podem oferecer uma ampla variedade de tratamentos, de acordo com o tipo de distúrbio mental e eficácia da respetiva terapêutica para o mesmo. Os tratamentos incluem:

  • tratamento farmacológico 
  • tratamento cognitivo-comportamental (psicoterapia)
  • intervenções psicossociais 
  • outras terapêuticas (como a terapia Eletroconvulsiva)

Habitualmente as opções de tratamentos combinados são mais eficientes – por exemplo, conciliação de medicação e psicoterapia. 

psicologia tratamento

Condições tratadas

Os psiquiatras são responsáveis por tratar pacientes com condições mais complexas ou com um nível de gravidade avançado, nomeadamente:

  • Perturbação de ansiedade generalizada;
  • Depressão;
  • Doença bipolar;
  • Doenças do comportamento alimentar (bulimia, anorexia);
  • Perturbação obsessiva-compulsiva;
  • Esquizofrenia;
  • Perturbação de pânico;
  • Depressão pós-parto.

Psicólogo: profissional de saúde especializado na avaliação e análise de aspetos comportamentais

A Psicologia é a ciência que estuda a mente, como esta funciona e como afeta o comportamento. Em oposição à Psiquiatria, não está limitada à saúde e à doença, podendo abranger outros domínios como o trabalho, educação, desporto, entre outros. Assim, dentro da Psicologia podem ser indicadas três áreas de intervenção principais: 

  • Clínica e da Saúde;
  • Educação;
  • Trabalho, Social e das Organizações.

Formação educacional

Os psicólogos têm pelo menos 3 anos de formação académica, podendo ainda ter o nível de mestre ou de doutor em Psicologia. Contrariamente aos psiquiatras, os psicólogos, embora profissionais de saúde, não são qualificados em medicina. Os psicólogos clínicos e da saúde têm uma formação especial no diagnóstico e tratamento de doenças mentais.

Avaliação clínica

Durante a consulta, o diagnóstico é feito por meio de uma avaliação psicológica dos sintomas, pensamentos, sentimentos e comportamentos. A entrevista clínica pode também incluir testes, questionários e inventários realizados no momento. A avaliação clínica permite concluir acerca do estado cognitivo, emocional e tipo de personalidade.

Planos de intervenção

O tratamento inicia-se com o planeamento da intervenção terapêutica, em que decisões sobre a metodologia são feitas e os objetivos são estabelecidos. Neste processo, o paciente tem um papel ativo, podendo decidir sobre os aspetos que pretende mudar ou melhorar. As metodologias utilizadas enquanto terapêuticas, podem incluir:

  • Psicoeducação;
  • Técnicas de gestão emocional e treino de relaxamento;
  • Treino de competências sociais e de resolução de problemas;
  • Estimulação e reabilitação cognitiva;
  • Promoção de estratégias de coping adaptativas;
  • Reestruturação cognitiva;
  • Expressão emocional e construção de narrativa;
  • Fornecimento de suporte emocional.
psicologia círculo

Condições tratadas

 A Psicologia é eficaz na intervenção terapêutica de várias situações, em particular:

  • Inaptidão em manter relacionamentos sociais;
  • Dificuldades nas relações afetivas;
  • Medos (fobias);
  • Dificuldades a nível escolar ou profissional;
  • Morte de pessoas queridas (luto);
  • Separação de pessoas queridas (divórcio, namoro terminado);
  • Doenças mentais;
  • Adaptação a doenças físicas.

Afinal devo marcar uma consulta no psiquiatra ou no psicólogo?

Para aqueles que sofrem de algum distúrbio a nível mental, buscar ajuda é um passo importante para melhorar a qualidade de vida. No entanto, saber qual o profissional capaz de proporcionar o tratamento mais adequado nem sempre é claro. De seguida estão listados alguns fatores úteis para a orientação de uma decisão acertada:

  • Se o problema em questão o coloca em risco de vida a si ou a outras pessoas, deverá recorrer a um psiquiatra com a maior brevidade possível.
  • Se o problema em questão tem um impacto negativo e significativo a nível emocional, sendo difícil controlar essas emoções, deverá recorrer a um psicólogo.
  • Se tem sintomas físicos evidentes (falta de ar, taquicardia, tonturas, entre outros), mas não sabe ao certo porquê, deverá contatar um médico de clínica geral. Caso esses sintomas tenham origem psicológica, o médico irá orientá-lo(a) nesse sentido.
  • Se sente a necessidade de desabafar e conversar sobre algo que lhe preocupa a nível profissional ou familiar, o psicólogo é a melhor opção.
  • Se tem um transtorno de saúde mental e procura aliviar os sintomas e sinais por ele causados, marque uma consulta com um psiquiatra.

Em Suma:

Como já referido, tanto os psiquiatras quanto os psicólogos estão preocupados em otimizar o bem-estar mental dos pacientes. Ambas as profissões são fundamentais e, embora tenham papéis distintos, são complementares. Regularmente, os próprios profissionais encaminham os pacientes uns para os outros – por exemplo, em caso de depressão severa, o psiquiatra será o responsável pela prescrição de medicamentos de forma a aliviar a sintomatologia, enquanto o psicólogo se encarregará da terapia. Assim, estas profissões não devem ser vistas como opostas, mas sim complementares.

Em caso de dúvidas, procure sempre ajuda. A saúde mental não deve ser desvalorizada, uma vez que é tão importante quanto a saúde física. Na Doctorino temos psiquiatras e psicólogos experientes e capazes de dar todo o apoio que necessita, tanto a nível terapêutico como a nível emocional. Não hesite quando se trata da sua saúde mental e marque aqui uma consulta com um Psiquiatra ou com um Psicólogo

Artigos Recentes
Amigdalite: Descubra tudo sobre este problema
Se já sentiu uma dor na garganta ao engolir ou a respirar, tem mau hálito...
Maria Luis capa_blog
A Terapeuta Maria Luís Lopes já está Disponível Para Marcações na Doctorino!
"Ajudar os outros a encontrarem o seu equilíbrio a nível físico, emocional e mental de...
acne capa
Acne: saiba tudo, o que é e como tratar
A acne é provavelmente a doença da pele mais comum na vida dos portugueses. A...