cancro da mama

Outubro Rosa: Saiba como fazer uma Palpação correta da Mama

Tipicamente associado à população feminina, o cancro da mama é uma doença que afeta, em Portugal, 6000 mulheres por ano, ou seja, há 11 novos casos por dia.

cancro da mama

Outubro Rosa: saiba como fazer uma palpação correta da mama

“Todos os dias contam para conseguir ganhar mais tempo e vencer esta batalha que é tão dura para tantas mulheres. Apesar de não ser dos mais letais, o cancro da mama tem ainda assim uma alta mortalidade, mas que pode ser invertida se existir uma deteção precoce”, sublinha Miguel Raimundo, médico especialista em ginecologia e obstetrícia da Doctorino.

Para assinalar o mês rosa, mês em que se celebra o Dia Internacional de Prevenção do Cancro da Mama, o profissional de saúde explica quais os cinco passos para uma correta palpação da mama no conforto e privacidade de casa, sendo o autoexame um método fulcral para conseguir detetar e combater a tempo um possível cancro mamário. Esta palpação deve ser realizada com regularidade e é aconselhável que seja feita 10 dias após o fim do fluxo menstrual.

1. Posicionar-se em frente a um espelho

Para uma correta palpação da mama, comece por se posicionar de pé em frente a um espelho, para que possa observar o peito de forma clara e nítida. Se preferir uma posição mais confortável, a palpação também pode ser feita se estiver deitada de costas, com um braço atrás da cabeça, apoiado por uma almofada;

2. Observar e comparar os dois seios

Todas as mulheres têm um seio maior do que o outro, mas é importante a forma e a simetria dos dois para ver se há uma grande diferença, que inclusive não existia antes. Atente também na textura da pele e esteja atenta a possíveis repuxões ou covas;

3. Observar os mamilos

Compare e verifique se há uma alteração óbvia nos mamilos, isto é, se tem o mamilo revertido ou com maior sensibilidade. No fim, aperte suavemente os mamilos para ver se é libertada alguma secreção;

4. Fazer movimentos circulares

Após uma primeira observação, o passo seguinte é começar a palpação. Com os braços levantados e apoiados atrás da cabeça, deve utilizar as pontas dos dedos e fazer movimentos circulares ao longo dos seios e das axilas para perceber se não existe nenhum nódulo ou algum inchaço;

5. Ir ao médico

Após os passos acima, caso detete, efetivamente, alguma alteração, deve dirigir-se a um médico para um correto diagnóstico e um rápido tratamento. Se durante o autoexame não detetar nenhuma alteração, mas ainda assim tiver alguma suspeita, não hesite em contactar um profissional. Vai a doctorino.pt e marca já uma consulta de ginecologia.

 

 
cancro da mama

 

Artigos Recentes
doenças neurodegenerativas
Há mais de 600 doenças neurodegenerativas. Percebe as suas principais consequências
Há mais de 600 doenças neurodegenerativas, sendo as mais conhecidas Huntington, Parkinson e Alzheimer (esta...
doenças autoimunes
Sabes o que são doenças autoimunes? Nós explicamos
Numa doença autoimune, é o próprio sistema imunitário que agride o corpo. Por isso, nestes...
prevenção da anemia
Conhece os sintomas e modos de prevenção da anemia
A anemia é uma condição que se caracteriza por um conteúdo reduzido de hemoglobina no...