dislexia

O teu filho tem dificuldades em ler e em escrever? Pode ser dislexia…

A dislexia é um distúrbio de aprendizagem que se define por uma perturbação na leitura. Assim, o indivíduo disléxico tem mais dificuldade em ler de forma correta, fluente e compreensível.

Apesar de não existir cura para este problema, ele deve ser avaliado e acompanhado por um especialista que ajude a minimizar as suas consequências. O papel dos pais é, também, fundamental, de modo a apoiar o filho na superação das suas dificuldades e a manter a sua auto-estima. Se suspeitas que o teu filho pode sofrer desta perturbação, continua a ler.

dislexia
O teu filho tem dificuldades em ler e em escrever? Pode ser dislexia…

A dislexia é uma perturbação neurológica muito comum entre as crianças e jovens em idade escolar, podendo estar muitas vezes na origem do insucesso escolar. Porém, este distúrbio nem sempre é diagnosticado ou devidamente tratado. 

Esta perturbação é um problema que se prolonga por toda a vida, mas que pode beneficiar de uma intervenção precoce e especializada. Erros de inversão, como confundir o som de consoantes como o “b” e o “d”, são exemplos de dislexia.

 

Causas e sintomas

Geralmente, este distúrbio é herdado, afetando várias atividades, como a leitura, o processamento fonológico, a coordenação sensoriomotora, entre outras funções. Nalguns casos, a dislexia também pode surgir devido a alterações do sistema neurológico cerebral. 

Há, ainda, situações em que esta perturbação está associada a outras, nomeadamente à perturbação da hiperatividade, da coordenação motora, do comportamento, do humor e da autoestima. Convém, contudo, sublinhar que este distúrbio nada tem a ver com o nível de inteligência e com a capacidade cognitiva da criança.

Os primeiros sinais de alerta surgem, muitas vezes, na escola primária, com a dificuldade em rimar ou em soletrar. Assim, ler, compreender frases e mesmo reconhecer palavras pode tornar-se num desafio mais complexo do que o habitual para as crianças disléxicas.

 

Diagnóstico e tratamento

Através da história familiar e clínica e da realização de testes psicométricos, de linguagem, de leitura e de ortografia, é possível diagnosticar e avaliar a existência ou não de dislexia. Como já foi dito, o diagnóstico e posterior acompanhamento clínico são muito importantes.

O controlo da dislexia passa essencialmente pela educação e pelo ensino que devem ser adaptados a cada caso. Apesar de não haver tratamento ou cura para este problema, uma intervenção precoce pode ajudar no processo de aprendizagem da leitura e, também, da escrita.

Algumas das medidas a adotar são:

  • Adaptar a forma de aprendizagem dos conteúdos;
  • Rever frequentemente os conceitos já aprendidos;
  • Adotar um ensino direto e explícito;
  • Fomentar a cooperação entre a família e a escola. 

Se te identificas com a descrição anterior, então não hesites, vai a doctorino.pt e marca uma consulta com um terapeuta da fala.

 
dislexia
 

 

Artigos Recentes
doenças neurodegenerativas
Há mais de 600 doenças neurodegenerativas. Percebe as suas principais consequências
Há mais de 600 doenças neurodegenerativas, sendo as mais conhecidas Huntington, Parkinson e Alzheimer (esta...
doenças autoimunes
Sabes o que são doenças autoimunes? Nós explicamos
Numa doença autoimune, é o próprio sistema imunitário que agride o corpo. Por isso, nestes...
prevenção da anemia
Conhece os sintomas e modos de prevenção da anemia
A anemia é uma condição que se caracteriza por um conteúdo reduzido de hemoglobina no...