Vitor Sartóris
Conte-nos o seu percurso e a razão pela qual escolheu a sua especialidade.:

A razão para ter escolhido esta área prende-se com a vontade de escuta e elaboração com o outro. Só assim a transformação é possível.

Que tratamentos realiza no seu dia-a-dia e qual o impacto nos seus pacientes?:

O trabalho de um psicólogo clínico e/ou psicoterapeuta passa pela escuta atenta do modo de pensar do outro. Esta capacidade e disponibilidade para estar com alguém é por si só terapêutica.

Qual o seu principal target e que tratamentos têm mais procura?:

Por norma, atendo pessoas com dificuldades relacionais ou cujo percurso de vida sofreu uma alteração, brusca ou duradoura. A psicoterapia acaba por se tornar no principal instrumento para o tratamento.

Que alterações tem vindo a observar na sua atividade profissional ao longo do seu percurso (por exemplo, procura, necessidades dos pacientes, intervenção do digital)?:

Verifico um aumento dos níveis de ansiedade, fruto da situação de incerteza que vivemos, mas também uma prevalência do agir em detrimento do pensar, levando a decisões pouco elaboradas e refletidas.
Acredito que a intervenção online permitiu chegar a pessoas que de outra maneira não conseguiram pedir auxílio.

Em que medida o digital favorece o contacto e acompanhamento dos seus pacientes?:

Da minha experiência, o contacto digital permitiu diminuir a distância física entre os pacientes e os serviços. É extraordinário como o contacto via online pode fomentar uma boa relação terapêutica, apesar de algum ceticismo inicial.

 

Vitor Sartóris

 

 

Artigos Recentes
Maria Luis capa_blog
A Terapeuta Maria Luís Lopes já está Disponível Para Marcações na Doctorino!
"Ajudar os outros a encontrarem o seu equilíbrio a nível físico, emocional e mental de...
acne capa
Acne: saiba tudo, o que é e como tratar
A acne é provavelmente a doença da pele mais comum na vida dos portugueses. A...
importância da vacinação capa
Importância da Vacinação – 5 razões para se vacinar contra a Covid-19
Como é sabido, a vacina contra a covid-19 não é obrigatória, sendo por isso o...