Valter Ferreira
Conte-nos, num “tweet” (máximo 280 caracteres), o seu percurso e a razão pela qual escolheu a sua especialidade.:

Licenciado em Psicologia Clínica, com especialidade em Psicoterapia da Criança e do Adolescente. Apesar de realizar também trabalho com adultos, a maior foco da minha intervenção é com crianças, adolescentes e as suas respetivas famílias.

Que tratamentos realiza no seu dia-a-dia e qual o impacto nos seus pacientes?

Avaliação e intervenção com adultos, crianças e adolescentes, através da vertente cognitivo comportamental e integrativa.

Qual o seu principal target e que tratamentos têm mais procura?

O principal target são as crianças, adolescentes e famílias, e costumam ser também os de mais procura.

Que alterações tem vindo a observar na sua atividade profissional ao longo do seu percurso (por exemplo, procura, necessidades dos pacientes, intervenção do digital)?

Nestes últimos meses os pedidos de psicologia online / à distância aumentara substancialmente, e está a ser uma surpresa a fácil adaptação dos clientes a esta nova realidade.

Em que medida o digital favorece o contacto e acompanhamento dos seus pacientes?

As sessões de psicologia e psicoterapia online são úteis para manter os acompanhamentos dos clientes já existentes e também como plataforma de apoio a novos clientes que necessitem no momento atual das suas vidas. Digo sempre que as sessões online são uma adaptação e evolução aos novos tempos e possibilitam um apoio mais vasto.

 

 

 

Artigos Recentes
aumentar o número de pacientes
5 Estratégias de Marketing Digital para Aumentar o Número de Pacientes
Para os profissionais de saúde em 2021, é crucial investir na sua presença online, e...
parkinson
Parkinson é a segunda doença neurodegenerativa mais comum. Conhece os seus sintomas
Mundialmente, há 7 a 10 milhões de doentes com Parkinson. Só em Portugal há 20...
Será mesmo preciso tomar suplementos vitamínicos e alimentares?
Será mesmo preciso tomar suplementos vitamínicos e alimentares? Os suplementos alimentares não são medicamentos, mas...