indigestão

Congestão ou Indigestão: Causas e Sintomas mais Frequentes

A indigestão, congestão ou dispepsia designa uma digestão anormal, isto é, que não foi feita convenientemente. Este problema afeta aproximadamente 25% da população dos países desenvolvidos. Esta condição pode estar associada a outras doenças ou ser uma consequência de maus hábitos de vida.

Quais as causas e sintomas desta doença? Fica a saber.

indigestão

Congestão ou Indigestão: Causas e Sintomas mais Frequentes

indigestão

A congestão é um dos problemas gástricos mais recorrentes. Ele pode estar relacionado com outras doenças (dispepsia orgânica), tais como:

  • Úlceras gástricas ou duodenais;
  • Gastrite;
  • Perturbações da motilidade intestinal;
  • Cancro gástrico;
  • Bloqueios intestinais;
  • Obstipação;
  • Infeção por H. pylori.

Ou com um estilo de vida marcado por alguns maus hábitos, nomeadamente:

  • Ingerir alimentos muito condimentados ou ricos em gordura (carnes vermelhas, manteigas, etc.);
  • Consumir em excesso estimulantes como o álcool e a cafeína;
  • Consumir bebidas carbonatadas (refrigerantes ou água com gás);
  • Comer muito depressa ou em quantidades excessivas;
  • Fumar;
  • Sofrer de ansiedade e de depressão;
  • Tomar alguns medicamentos (como anti-inflamatórios e antibióticos).

A congestão também se pode manifestar, sem ter nenhuma doença associada (dispepsia funcional).

Sintomas

Há vários sintomas que podem indiciar um quadro de congestão, tais como:

  • desconforto;
  • dor epigástrica (na parte superior do abdómen ou no peito);
  • distensão abdominal;
  • saciedade precoce;
  • arrotos;
  • ruídos abdominais;
  • náuseas;
  • vómitos.

Em casos mais graves, pode surgir outra sintomatologia, nomeadamente:

  • fezes com sangue;
  • febre; 
  • perda de peso;
  • fraqueza. 

No entanto, de um modo geral, a congestão não está associada a complicações graves.

indigestão
Indigestão
Tratamento

Na maior parte dos casos, a congestão pode ser tratada e prevenida com a mudança de alguns hábitos de vida, tais como:

  • Fazer uma alimentação equilibrada e saudável, privilegiando frutas, legumes, verduras, grãos integrais e alimentos não processados;
  • Diminuir a ingestão de alimentos de mais difícil digestão, como chocolate, carnes com elevado teor de gordura, bebidas gaseificadas e alcoólicas, alimentos condimentados (pimenta, caril, gengibre), alimentos fritos e molhos, alimentos processados e de charcutaria;
  • Mastigar bem, devagar e calmamente, de modo a facilitar a digestão e a otimizar a ação dos sucos digestivos;
  • Fazer pequenas e várias refeições ao longo do dia (pelo menos três refeições principais e duas intercalares), de modo a diminuir o trabalho gástrico, durante o processo digestivo;
  • Ter horários regulares para as refeições;
  • Evitar deitares-te ou sentares-te logo após a refeição (idealmente, deves procurar fazer uma caminhada de cerca de 20 minutos, depois de cada refeição);
  • Evitar ou moderar o consumo de tabaco, café e chá;
  • Não ter excesso de peso;
  • Evitar o stress;
  • Praticar exercício físico regularmente, pois ajuda a melhorar o trânsito intestinal; a evitar o stress e a controlar o peso;
  • Tomar medicamentos procinéticos, inibidores da bomba de protões, antibióticos ou antieméticos (apenas em alguns casos e após recomendação médica).

Se costumas sofrer, frequentemente, de congestão, então, deves seguir os conselhos que deixámos, mas também visitares um gastrenterologista. Para isso, só tens de ir a doctorino.pt e agendares já a tua consulta de gastrenterologia

Indigestão
Artigos Recentes
Maria Luis capa_blog
A Terapeuta Maria Luís Lopes já está Disponível Para Marcações na Doctorino!
"Ajudar os outros a encontrarem o seu equilíbrio a nível físico, emocional e mental de...
acne capa
Acne: saiba tudo, o que é e como tratar
A acne é provavelmente a doença da pele mais comum na vida dos portugueses. A...
importância da vacinação capa
Importância da Vacinação – 5 razões para se vacinar contra a Covid-19
Como é sabido, a vacina contra a covid-19 não é obrigatória, sendo por isso o...