dentista pediátrico

Como Garantir o Futuro Sorriso dos Seus Filhos

dentista pediátrico

Como Garantir o Futuro Sorriso dos Seus Filhos

Sabemos que na nossa sociedade existe um medo generalizado das consultas no médico dentista. Com certeza, todos já ouvimos uma história de uma experiência menos agradável no médico dentista.

Muitas vezes os pais desabafam comigo, “não quero que aconteça ao meu filho o que aconteceu comigo”.

A boa novidade é que isso está ao vosso alcance. E garanto-vos que é bem mais fácil (e mais barato) prevenir problemas dentários e orais do que possam imaginar!

Hoje em dia acredita-se, e as principais recomendações nacionais e internacionais, vão no sentido de prevenir muito cedo. Mas quando eu digo muito cedo, é na barriga da mãe. Verdade!

A formação dos dentes inicia-se por volta da 6.ª semana de gestação. Então faz sentido que comecemos desde esse momento. E faz diferença! Para terem uma ideia, existe evidência científica de que as condições orais da mãe, por exemplo a doença das gengivas, pode levar a parto prematura ou a bebés de baixo peso.

Além disso alterações sistémicas durante a gravidez, como a falta de vitamina D, pode levar a alterações no esmalte dos dentes das crianças (mais amarelo e mais fraco).

Por isso recomendamos a consulta da grávida, no primeiro trimestre, e a consulta do pré-natal odontológico, que deve ocorrer no terceiro trimestre da gravidez. Enquanto a primeira é dirigida à saúde oral da mãe e aos cuidados durante os 9 meses de gestação, a última é direcionada ao bebé. Nesta consulta fornecemos todas as informações para cuidar da higiene oral do bebé, e os hábitos a implementar para garantir o correto desenvolvimento dos maxilares e das funções básicas.
Se pensarmos um pouco percebemos que o bebé, nos primeiros anos de vida, interage com o mundo através da boca. E estas funções básicas de que falei como respirar, mastigar, falar ou engolir irão todas desenvolver-se com base nestes primeiros comportamentos, que ficarão para o resto da vida.

Por isso a ideia é que seja acompanhada pelo médico dentista da criança, o odontopediatra, durante todo o crescimento, porque estes hábitos serão determinantes. Por exemplo incentivamos e ajudamos a amamentação exclusiva até aos 6 meses de idade. Este hábito é considerado o primeiro aparelho dentário da criança porque, entre outros, permite o crescimento correto dos maxilares dando espaço para os dentes nascerem no local correto.

Aconselhamos uma introdução de alimentos complementares sólidos, para promover a mastigação e o desenvolvimento dos músculos e da face.
Assim que nascem os primeiros dentes, deve começar a escovar os dentes com escova de dentes com cerdas macias e pasta de dentes com 1000 ppm de flúor, na quantidade de um grão de arroz. Claro que não nos podemos esquecer que cada criança é diferente e por isso aconselhamos a primeira consulta no odontopediatra até ao primeiro ano de vida para receber as orientações individuais e personalizadas a cada caso e família.

Acredite que se cumprir estas recomendações e o momento certo destas consultas irá garantir um sorriso livre de cáries e um crescimento das estruturas orofaciais equilibrado.

dentista pediátrico
dentista pediátrico
Artigos Recentes
Maria Luis capa_blog
A Terapeuta Maria Luís Lopes já está Disponível Para Marcações na Doctorino!
"Ajudar os outros a encontrarem o seu equilíbrio a nível físico, emocional e mental de...
acne capa
Acne: saiba tudo, o que é e como tratar
A acne é provavelmente a doença da pele mais comum na vida dos portugueses. A...
importância da vacinação capa
Importância da Vacinação – 5 razões para se vacinar contra a Covid-19
Como é sabido, a vacina contra a covid-19 não é obrigatória, sendo por isso o...