O momento que vivemos está a obrigar-nos a lidar com uma série de circunstâncias e sentimentos novos. A pandemia causada pelo novo coronavírus tem levado à adoção de medidas extremas, como o do isolamento profilático ou quarentena.

Sendo o ser humano um ser social e sociável, é normal que medidas como esta sejam frustrantes para a maior parte de nós e possam gerar emoções negativas que temos de aprender a reverter e a superar. Sabe como.

Isolamento COVID-19. Aprenda a lidar com o estado de quarentena

A alteração de rotinas e hábitos, por um lado, e o medo desta que é uma ameaça global, desconhecida e sem rosto, por outro, são aspetos mais do que suficientes para gerar sentimentos de ansiedade, desorientação e frustração. 

Um dos truques para ultrapassares este desafio que está a ser colocado à humanidade é estabeleceres novas rotinas e hábitos, saudáveis e que te ajudem a ocupar de forma positiva o muito tempo livre que agora tens. Toma nota de algumas dessas dicas.


Mantém rotinas de sono saudáveis

Mesmo que não tenhas de acordar cedo para trabalhar, lembra-te do adágio popular: “Deitar cedo e cedo erguer, dá saúde e faz crescer!” Portanto, procura regular os teus horários de acordar e deitar, não esquecendo que a noite é para dormir e o dia para estar acordado.


Aproveita ao máximo o tempo livre

Lembras-te de quando dizias que não tinhas tempo para nada?! Pois, para muitos agora o tempo sobra. Se é o teu caso, tenta tirar partido dessa situação, fazendo o que mais gostas, desde que entre quatro paredes. 

Não te esqueças: quarentena não são férias. Por isso, se não estás em regime de tele-trabalho, aproveita e lê, assiste a filmes e séries, escreve/pinta, arruma aquelas gavetas que há muito não abres, vê fotografias antigas, muda a disposição dos móveis de casa,… Enfim, dá azo à imaginação e tudo é permitido, desde que não saias de casa!


Constrói o plano do teu dia

Apesar de poderes usar o teu tempo para fazeres o que mais gostas, deves planificar as atividades, mesmo as de lazer. Isso obriga-te a cumprir horários e a gerir o tempo, o que é fundamental, especialmente num período como este.


Gere e ajuda a gerir a ansiedade

Mesmo que não tenhas formação em psicologia, podes e deves informar-te sobre algumas técnicas que podem ajudar-te a lidar com a ansiedade que esta circunstância provoca. Deves também pôr esse conhecimento ao serviço das pessoas à tua volta que possam lidar menos bem com toda esta situação.


Telefona aos teus amigos e familiares

Felizmente, hoje em dia, há várias formas de comunicar à distância. Portanto, o facto de não poderes estar pessoalmente com os teus pais, avós, irmãos,… não significa que não possas falar com eles. Telefona-lhes regularmente, faz videochamadas, usa as redes sociais,… Tudo isso ajuda a combater as saudades e a tolerar melhor o isolamento porque, não te esqueças, o distanciamento só tem de ser físico.


Consulta apenas fontes oficiais e credíveis

Só as notícias que têm por base fontes credíveis devem ser tidas em consideração. Além disso, durante o dia, deves definir algumas horas para te informares do que se passa no país e no mundo e não estares constantemente a consumir notícias sobre o assunto, caso contrário isso só irá aumentar a tua ansiedade e tornar-se-á contraproducente.


Sê um agente de saúde pública

A DGS tem convocado todos os cidadãos a serem agentes de saúde pública. Isso significa assumirem medidas de responsabilidade social. Praticar o isolamento sempre que possível; sair quando é apenas estritamente necessário; e, sobretudo no exterior, adotar um comportamento preventivo, com cuidados de higiene redobrados.

Fonte: Associação Nacional de Estudantes de Psicologia


É, também, natural que após uma experiência como esta que nos encontramos a viver, sintas a necessidade de ter algum tipo de apoio psicológico. Por isso, memoriza o endereço doctorino.pt e marca uma consulta de especialidade que pode ser feita online ou presencialmente, quando a pandemia de COVID-19 estiver controlada.