gravidez durante a pandemia

Especial Dia da Grávida: gravidez durante a pandemia

Geralmente, a gravidez é um período feliz e especial na vida da grávida e de quem lhe é mais próximo, embora seja normal sentir alguns medos e receios, especialmente quando se trata da primeira gestação.

Atualmente, esses medos e receios podem aumentar, pois viver uma gravidez em tempos de pandemia é, claramente, um desafio ainda maior. Embora as grávidas e os próprios recém-nascidos não estejam incluídos nos grupos de risco da COVID-19, é impossível que as grávidas não sintam alguma ansiedade extra, até porque o modo de funcionamento dos hospitais e dos centros de saúde mudou. 

Se estás grávida, queremos que aproveites ao máximo esta fase da tua vida e, por isso, deixamos-te informações úteis sobre como fazê-lo, mesmo em tempos de pandemia.

gravidez durante a pandemia
Especial Dia da Grávida: gravidez durante a pandemia

Apesar da investigação sobre este novo coronavírus continuar e, diariamente, serem sempre descobertas novas informações sobre a COVID-19; até ao momento a transmissão vertical, ou seja, da mãe para o bebé, durante a gestação, não parece ser algo frequente. Da mesma maneira, também não parece que o vírus seja capaz de contaminar o leite materno. 

Portanto, estes são bons indicadores de que, apesar de ser importante adotares alguns cuidados especiais, não deves viver a gravidez, nem o pós-parto, com temor.

Mas, então, quais as precauções especiais que uma grávida deve ter neste momento?

Adotar todas as medidas de prevenção do contágio

Tal como as outras pessoas, as grávidas devem procurar respeitar com especial rigor o distanciamento físico; usarem máscara nas situações obrigatórias e recomendadas; lavarem e desinfetarem regularmente as mãos; evitarem tocar no rosto, especialmente na boca, nariz e olhos; espirrarem e tossirem para um lenço descartável ou para o cotovelo.

 

Ficar em teletrabalho

Sempre que possível, é importante que a grávida fique em teletrabalho, de modo a evitar o maior número de contactos possível com outras pessoas.

 

Estar atenta a sintomas suspeitos

Neste momento, sintomas como tosse seca, febre, dificuldade respiratória, entre outros, devem funcionar como sinais de alerta que podem ser indicadores de uma infeção pelo novo coronavírus. Se estiveste com alguém infetado com o novo coronavírus, também deves redobrar a atenção e comunicar esse facto ao médico que te segue.

Em caso de dúvida, contacta a linha de saúde 24 (808 24 24 24), não te esquecendo de mencionares que estás grávida.

 

Respeitar o plano de vigilância e acompanhamento médico

É fundamental que faças todas as análises e ecografias periódicas prescritas pelo médico que te acompanha. Só assim é possível vigiar e monitorizar a evolução do teu bebé.

 

Cumprir o plano de vacinação

É imprescindível tomares as vacinas que são aconselhadas a todas as gestantes. Não te esqueças que é recomendado que todas as grávidas sejam vacinadas contra a tosse convulsa, entre as 20 e as 36 semanas de gestação.

 

Manteres contacto com o teu obstetra

Além das consultas de rotina, nesta fase é importante que mantenhas contacto regular com o teu obstetra, seja por chamada telefónica, seja por email, de modo a esclareceres todas as dúvidas e a partilhares todos os teus receios.

Se estás grávida, vai a doctorino.pt e marca já a tua consulta de obstetrícia. Assim, podes pôr fim a todos os teus medos e até podes optar pela modalidade de vídeo-consulta, se assim preferires.

 
Gravidez durante a pandemia
 

 

Artigos Recentes
avc
Acidente Vascular Cerebral (AVC) – Sintomas, Prevenção e Tratamento
Conheceres e evitares os fatores de risco causadores do AVC é uma das principais maneiras...
hidratado
Por que é Importante manteres-te Hidratado, mesmo no Inverno
No inverno, devido às temperaturas mais baixas, é frequente não sentirmos tanta sede e, consequentemente,...
clínica liberty
E o nosso novo parceiro é… Clínica Liberty
A nossa mais recente parceria é com a Clínica Liberty, uma das maiores e mais...