Dra. Patrícia Fonseca - Doctorino
Percurso e a razão pela qual escolheu a sua especialidade:

O meu percurso foi sendo traçado à medida que a minha paixão pela condição humana foi-se intensificando.

O gosto por compreender o outro; a vontade de ouvir empaticamente as suas emoções, pensamentos, vivências, anseios e projetos de vida; o querer ajudar a reconhecer e ultrapassar as suas dificuldades, conduziram-me a enveredar pela psicologia, área que me completa e me ajuda a ser melhor todos os dias.

Que tratamentos realiza no seu dia-a-dia e qual o impacto nos seus pacientes?

A avaliação e intervenção em psicologia é muito individual, dependendo bastante das características pessoais e familiares, história de vida, contextos sociais e muitos outros fatores que tornam cada pessoa um ser único. E como tal, necessita de um projeto interventivo adequado e especializado.

Mas em traços gerais as questões mais prementes hoje em dia prendem-se aquelas que estão relacionadas com ansiedade, stress e depressão, sendo a intervenção psicológica um excelente caminho para compreender a génese da sintomatologia, encontrar estratégias funcionais para lidar com as dificuldades atuais, bem como promover o processo de autoconhecimento imprescindível para o bem-estar e qualidade de vida.

Qual o seu principal target e que tratamentos têm mais procura?

Nos tempos que correm a psicologia é cada vez mais procurada por todas as faixas etárias e estratos sociais. Reconheço que a faixa que vai desde a população juvenil até à fase adulta mais tardia é aquela que mais procura este serviço, apresentando vontade em resolver as suas dificuldades atuais, a compreender as suas experiências passadas e a projetar-se adequadamente no futuro.

Que alterações tem vindo a observar na sua atividade profissional ao longo do seu percurso (por exemplo, procura, necessidades dos pacientes, intervenção do digital)?

Felizmente os clientes estão cada vez mais exigentes e mais conscientes da importância de cuidarmos da saúde mental.

Neste sentido procuram explorar o background do profissional e, acima de tudo, procuram alguém em quem possam confiar e que apresente uma boa flexibilidade em termos de horários e meios de realização de consultas, isto é procuram alguém próximo geograficamente ou alguém que possa disponibilizar uma intervenção à distância.

Em que medida o digital favorece o contacto e acompanhamento dos seus pacientes?

O digital não é o nosso futuro, mas sim é já o nosso presente. O digital facilita em muito a proximidade entre cliente e profissional de saúde, estreitando ligações e promovendo um acompanhamento mais próximo e real das necessidades da pessoa.

 

Dra. Patrícia Fonseca - Doctorino

 

 

Artigos Recentes
cabelo cai no outono
Por que é que o cabelo cai no outono?
Por que é que o cabelo cai no outono? Qual será a razão para este...
segunda vaga da covid-19
Vai mesmo haver uma segunda vaga de COVID-19?
De há uns meses para cá, muito se tem escrito e falado sobre uma eventual...
dislexia
O teu filho tem dificuldades em ler e em escrever? Pode ser dislexia…
A dislexia é um distúrbio de aprendizagem que se define por uma perturbação na leitura,...